PDF KINDLE Para Sempre Ú Vergílio Ferreira

Se de Eduardo Louren o Para Sempre auele romance onde a busca incessante da palavra mais se mostra numa tentativa de ligar o verbo primordial ao ltimo ue o Homem h de pronunciar Apesar de concordar bastante com essa ideia continuo a considerar Em nome da terra um romance mais completo e ue pelo a menos a mim me tocou de um modo mais particular Em todo o caso este tamb m um livro duro n o confundir com ma udo ue nos deixa muitas vezes a olhar de frente a nossa pr pria morte a nossa degrada o a morte dos outros ue nos s

"o pr ximos "
pr ximos noutros casos nos faz Sorrir O Prazer Da Leitura O prazer da leitura o obstante cont nuo com passagens de uma beleza extraordin ria como se Pode Ver Aui Est S S Agora ver aui Est s s agora es de palavras se transformaram na vida uma s ue soubesses a nica a absoluta a ue te dissesse inteiro nos despojos de ti A ue atravessasse todas as camadas de sermos e as dissesse a todas no fim A ue reunisse a vida toda e n o houvesse nenhum poss vel da vida por dizer A ue dissesse o esp rito do nosso tempo e no lo tornasse t o intelig vel ue nem afinal o entend ssemos o v ssemos como se n o v a luz mas s o ue ela ilumina A ue redimisse tudo o ue enche um viver e nada deixasse de fora como in til ou desperd cio A ue tivesse em si um significado t o amplo ue tudo nela significasse e n o fosse coisa v A ue reunisse em si um homem inteiro sem deixar mesmo de fora o animal ue tamb m tem de ir vivendo A palavra final a palavra total A nica A absoluta p 148. Do mundo dos foliculários Mas em cada momento do passado a reunião em torno de uma verdade como um bolo tomai e comei Levava se para casa a fatia da ciência da arte e agora Das explicações das causas e dos fins da ordenação dos costumes da regulamentação do choro e do riso desde a melancolia do entardecer ao ranger do dente na treva desde a distensão aérea dos lábios ao riso bronco e pançudo e agora Estou parado à varanda dos uatro pontos cardeaisVergílio Ferreir. Para SempreVerg lio tardio no seu ponto de ebuli o Um livro realmente Especial Dif Cil Na Dif cil na em ue exige muito do leitor Com mudan as constantes no tempo cronol gico Um homem recorda revisita antecipa momentos da sua vida passado presente e futuro Verg lio Ferreira no seu melhor H muita coisa ue se poderia dizer mas n o Tenho Vontade Bastante Para vontade bastante para alongar em palavras um livro dif cil de se ler N o menos dif cil de escrever certamente Intrincado as frases a interromperem se e a atropelarem se umas s outras um derrame mec nico de pensamentos e mem rias sobre o papel esplendidamente executado Classifico o apenas por uma uest o de coer ncia pois n o me consigo decidir uanto ao ue gostei e ao ue havia seuer para se gostar num romance ue uma revisita o de uma vidaN o apreciei o estilo mas n o tenho nenhum outro reparo a fazer Sei ue algures vest gios seus ter o ficado gravados em mim nos espa os da minha insignific ncia Para um sempre talvez ue na melhor das hip teses n o existe Todas as idades fazem parte da vida a velhice um sobejo Paulo homem idoso e solit rio est de regresso terra onde nasceu e cresceu A abre as janelas da mem ria e observa os fantasmas daueles ue amou e perdeu para a morte inclusive o da sua pr pria inf ncia e juventudeA escri Grande livro A literatura no seu melhor Sobre o final da vida e a retrospectiva da mesma A realidade nem sempre o ue foi O ue a felicidadeComo encaramos o futuro uando ele pode ser curto e E foi uando na vastidão astral Meu Deus eu devia ser grave Regressado ao silêncio fundamental e falas tanto Revestido ao osso da minha amargura ue é ue significa falares e discretares como se para um público a ouvir Estás só não há ninguém a ser público à tua volta Nem tu Mas de súbito ue serrabulhada De norte a sul este a oeste Era um cacarejo estridente ouço o na minha aflição Dos uatro cantos do mundo estou parado à varanda a montanha aguenta no dorso tonelada. Omo encaramos o passado ue n o o ue recordamos A n o perder para uem ama livros Inebriante Dou a volta casa toda dou a para uem ama livros Inebriante Dou a volta casa toda dou a vida toda e como se um desejo de a totalizar a ter na m o Ter a imagem vis vel de tudo uanto a construiu rever me nela para a levar comigo Morrer todo no ue fui para u restos atr s de mim ser perfeito na minha totaliza op 43 Vou assumir Verg lio Ferreira n o bem o meu estilo as suas hist rias s o demasiado m rbidas no entanto n o h d vida ue o senhor escrevia muito bem Sabe bem ler bom Portugu s as palavras encaixam e por vezes a prosa uase de transforma em poesia Em resumo em rela o a este livro tenho mix feelings a ironia de ler um Senhor Escritor e n o encontrar as palavras em portugu n o encontrar as palavras em portugu para descrever este sentimento S calmo at estupidez como a vida E todavia Dar a volta por uanto existi e exististe tanto Porue uma vida humana Como ela intensa Porue o ue nela acontece n o o ue nela acontece mas a uantidade de n s ue acontece nesse acontecer Invent vamos o futuro para ainda haver futuro uando o n o houvesse e a vida lhe pertencia Se h autores maiores do ue a vida Verg lio Ferreira sem d vida um deles Autor dessa procura pela palavra total mas tamb m do sil ncio como sublinhava o t tulo de um congresso comemorativo do centen rio do autor realizado em vora em 2016 e ue deu origem ao livro Verg lio Ferreira em vora Entre o Sil ncio e a Palavra Total de 2017L se numa das orelhas desta edi o a seguinte fra. S de calor Filósofos políticos passo grave entre as muralhas da Biblioteca um dia Xana veio me ali chamar Era à tarde não havia já ninguém entre montanhas de papel E a espantosa proliferação dos teorizadores dos sábios ue tiveram razão para a eternidade e já não tinham dos poetas ue dedilharam na lira a sua melancolia para a comoção da intimidade das virgens e ue nos fazem rir E dos doutores dos concílios dos ascetas dos pregadores Dos historiadores dos salvadores. ,